Lugar de mulher é…
BE Cerveja e mulheres

Eu completaria a frase do titulo deste texto assim: lugar de mulher é aonde ela queira estar, na cozinha, no boteco, no shopping ou até no estádio de futebol.

Não tenho intenção de cair na armadilha de fazer um discurso feminista para comemorar o dia 8 de março, mas quero muito dizer para todo mundo: Sim, sou mulher e adoro uma boa cerveja!

Felizmente nunca estive sozinha no time das mulheres cervejeiras, já que tenho muitas amigas que gostam de cerveja e que sentem prazer em sentar em um boteco para papear. Pessoalmente, acho que nós mulheres cervejeiras conseguimos entender com muito mais facilidade a necessidade que nossos namorados, maridos e afins possuem de botecar com os amigos de vez em quando…

A velha história de que bebida de mulher é bebida docinha também já não funciona mais, e do mesmo jeito que o nosso lugar é aonde nós queremos estar acho válido amargarmos um pouquinho os nossos copos, caso isto nos agrade. Atualmente, muitas mulheres estão se destacando neste universo tido como masculino, não só como simples consumidoras, mas também como renomadas beers sommeliers, cicerones,mestras cervejeiras, além das formadoras de opinião dos mais diversos blogs e sites sobre o assunto. Diante de todas essas mudanças, espero um dia que o garçom entenda que a coca-zero pode ser sim para o meu marido e a cerveja para mim (rsrsrsrsrs).

Relatos sobre a descoberta da cerveja, descrevem a figura da mulher como responsável pela produção da bebida. Na Mesopotamia, Suméria, Egito antigo e no norte Europeu eram as mulheres as grandes mestras cervejeiras, cenário que começou a mudar mais tarde durante a Revolução Industrial quando a produção da bebida tornou-se uma atividade tipicamente masculina.

Quanto a descoberta do lúpulo, créditos para uma monja chamada Hildergarda de Bingen (1098-1179), também conhecida como Santa Hildegarda de Bingen, uma alemã e acima de tudo uma mulher á frente do seu tempo. Além de outros feitos, foi ela a primeira mulher a receber a autorização de um papa para escrever obras de teologia e profetizar em igrejas.

Se contra fatos não existem argumentos, proponho a quem ainda acha que mulher não entende e nem gosta de cerveja uma revisão de conceitos: da próxima vez que a sua amiga dizer que quer tomar uma IPA, pense duas vezes antes de achar que ela não sabe o que está falando. Para você homem que tem uma mulher cervejeira em casa ou até mesmo uma amiga: meus parabéns, você é um cara de sorte!!!

Dedico este texto as minhas várias amigas cervejeiras e a todas as mulheres que como eu, já cansaram deste sexismo sem fundamento quando o assunto é cerveja. Feliz dia das mulheres para vocês, brindem com moderação e comemorem muito!!!

Saúde!

1
commentaire:
Data:
31/08/2015 08:59:11
Nome:
Alessandra Távora
Comentário:
Otimo texto! É muito bom ver mais mulheres no meio cervejeiro!
Grande abraço,
www.cervejaesmalte.com.br
Resposta:

Ola Alessandra,

Muito obrigada pelo comentario!
Estamos sempre em busca de nosso espaco!
Rrsrsrsrsr

Abracos

Anna Carolina


Totally Beer - contato@totallybeer.com.br -