MillerCoors responde à ação judicial contra a Blue Moon
BE MillerCoors

No início deste ano, um consumidor da Blue Moon entrou com um processo, alegando que ele estava comprando a cerveja pensando que esta era uma cerveja artesanal. O consumidor afirma que ele não estava ciente de que esta cerveja era parte da linha de produtos da MillerCoors e ele foi induzido ao erro pela cervejaria com seu slogan "artfully crafted" (artisticamente trabalhada).

Desde então, todo mundo tem estado à espera da resposta da cervejaria internacional. E ela veio na semana passada.

Lehman Beverage Law, um escritório de advocacia especializado na regulação de uma grande variedade de bebidas, publicou em seu site os principais pontos da resposta da MillerCoors.

Em primeiro lugar, a cervejaria gigante afirma que é autorizada por lei estadual e federal a usar o nome comercial Blue Moon Brewing Company. E eles acreditam que, mudar o rótulo, adicionando a marca MillerCoors, mudaria a dinâmica do mercado, não só no segmento cervejeiro, mas muitos outros: Se o tribunal encontrar responsabilidade nestas circunstâncias, quando um nome comercial registrado é usado em vez de o nome da empresa-mãe, ele mudaria dramaticamente a maneira que muitas empresas operam, mudando efetivamente o mercado corporativo nos Estados Unidos. Os nomes comerciais são utilizados em muitas indústrias, e muitas marcas têm relacionamentos corporativos surpreendentes. Só para citar alguns: Jiffy Lube é de propriedade da Shell Oil Company, Haagen-Dazs é de propriedade da Nestlé nos EUA, Taco Bell e Kentucky Fried Chicken são de propriedade da Yum! Corporation e Ben & Jerry’s é de propriedade da Unilever.

E a cervejaria também afirma que não existe uma definição de cerveja artesanal em qualquer lei: Não existe uma definição de "cerveja artesanal", muito menos uma legal. O processo se baseia nas diretrizes promulgadas pela Brewers’ Association, um grupo comercial que tem autoridade zero para regulamentação, e que define uma « cervejaria artesanal americana", mas não o termo "cerveja artesanal." Uma definição arbitrária de uma associação comercial para "cerveja artesanal" não dá a esta associação o poder de controlar o uso da palavra « artesanal" ou "trabalhada" por todos os participantes da indústria de cerveja.

Aqui está a resposta oficial que a MillerCoors deu à imprensa para explicar seu ponto de vista:

MillerCoors é tremendamente orgulhosa da Blue Moon e sempre abraçou a nossa propriedade e apoio desta maravilhosa marca. A ação de classe movida contra MillerCoors na Califórnia é sem mérito e contraria os 20 anos de história de produção de cervejas criativas de alta qualidade da Blue Moon Brewing Company. Existem inúmeras definições de "artesanal", nenhuma das quais é uma definição legal. Nós escolhemos julgar cervejas pela qualidade, habilidade e paixão que entra na fermentação. Já em 1995, Keith Villa, fundador e mestre cervejeiro da Blue Moon teve que trabalhar muito duro para convencer as pessoas a tentar a sua cerveja de estilo belga. Hoje, MillerCoors está orgulhosa que a Blue Moon convidou milhões de consumidores a tentar algo novo, ajudando ao mesmo tempo a pavimentar o caminho para a atual explosão de criatividade na comunidade cervejeira.

Parece que este debate vai continuar a evoluir ....

0
commentaire:
Notícias

Totally Beer - contato@totallybeer.com.br -