Cervejas Trapistas
BE CervejaTrapista

A cerveja trapista está para o mundo da cerveja, assim como a champanhe está para o mundo do vinho:  bebidas baseadas em tradições centenárias com alto padrão de qualidade e que devem seguir uma série de critérios para fazer parte de um seleto grupo baseado no localização da produção.

Para ser considerada uma trapista, a cerveja tem que ser produzida pelos monges trapistas de uma das 10 abadias no mundo autorizadas pela Associação Internacional Trapista e ter como intuito apenas obter recursos para contribuir com a conservação da abadia e criar projetos sociais com a comunidade local.

Existe uma grande confusão entre as cervejas trapistas e as cervejas de abadia:  cervejas trapistas são produzidas somente pelos mosteiros acima mencionados e cerveja de abadia pode ter sido produzida no passado dentro de mosteiros, mas atualmente a produção é terceirizada, podendo ser produzida por qualquer outra cervejaria.

Podemos citar Maredsous, Leffe, Corsendonk, entre outras, como marcas de cervejas de abadia.

No caso das cervejas trapistas, esta lista é muito menor.  Apesar de existir mais de 170 abadias no mundo atualmente, apenas 10 abadias são autorizadas a produzir a autêntica cerveja trapista:  6 na Bélgica, 2 na Holanda,  1 na Áustria e a mais nova de todas, que iniciou a produção em janeiro de 2014, nos Estados Unidos.  

Aqui segue a lista das cervejas produzidas:

La Trappe Abadia de Koningshoeven

Orval Abadia Notre-Dame d’Orval

Rochefort – Abadia de Notre-Dame de Saint-Rémy

Chimay    Abadia de Notre-Dame de Scourmont

Achel Abadia de Saint Benedict

Westmalle Abadia de Westmalle

Westvleteren Abadia de Saint Sixus

Spencer  – Abadia de St. Joseph

Zundert  – Abadia Maria Toevluch

Gregorius & Benno Abadia de Engelszell

Para ter certeza que o produto seguiu todos os critérios estabelecidos, e é considerado autêntico, o rótulo de cada cerveja tem o símbolo trapista. 

Existe exceções porque certas cervejas como as Westvleteren, não tem nenhum tipo de rótulo.

Em geral, estas cervejas possuem um alto teor alcoólico, sabor sutil de frutas e malte, e uma espuma persistente.  Mas a grande diferença deste estilo é a ausência de gosto metálico na boca após a degustação, sensação típica da produção industrial.

Normalmente, as trapistas são divididas pelo teor alcoólico:  regular, double ou dubbel, triple ou tripel e quadruple ou quadrupel.  Mas existe uma polêmica sobre esta classificação, já que certas cervejas usam esta nomenclatura para indicar outras características do produto:  tripel pode ser usado para informar que a cerveja usa três tipos de cereais ou o triplo do volume normal de cevada na fermentação.

Realmente cervejas trapistas são uma iguaria.  Um apreciador deve utilizar o seu tempo habilmente para degustar com calma esta cerveja e descobrir a diferença que o cuidado com a qualidade e o respeito com a tradição podem fazer no paladar.

0
commentaire:
Universo Cerveja

Totally Beer - contato@totallybeer.com.br -